terça-feira, 1 de setembro de 2009

Miguel Angulo

Nome: Miguel Ángel Angulo Valderrey
Idade: 32 anos
Clubes anteriores: Valencia (1996-2009); Villarreal (1996-1997 [empréstimo])
Troféus conquistados: Copa del Rey, Supertaça Espanhola, Taça Uefa, Supertaça Europeia, Liga Espanhola (por duas vezes)

Angulo é o derradeiro reforço do Sporting neste defeso, após Matias e Caicedo. O espanhol, ex-Valencia, clube em que passou praticamente toda a sua carreira, foi dispensado pelo clube "ché" e aproveitado pelo Sporting, para suprir a perda de Rochemback e a lesão de Izmailov, pode igualmente actuar na frente (sendo até essa a sua posição de origem), e apesar da elevada idade poderá ser útil à nossa equipa.

Angulo fez parte da equipa do Valencia que entre 2001 e 2004 venceu uma Taça Uefa, duas ligas espanholas e uma supertaça espanhola, ao lado de jogadores como Vicente, Aimar, Cañizares, Rufete, Albelda, Baraja e Ayala, sendo uma das mais importantes figuras dessa super-equipa.

Agora com 32 anos, espera-se que o atleta consiga ainda apresentar a qualidade de outros tempos, e dessa forma será certamente uma enorme mais-valia.

Ainda assim, é praticamente inexplicável que se tenha reforçado um dos sectores em que o Sporting está melhor servido (contando com o regresso de Izmailov), apesar do valor do jogador em questão, e não as laterais, que são claramente uma posição em que o Sporting carece (e muito!) de qualidade.

Resta-me desejar boa sorte a Angulo nesta aventura em Alvalade. O seu sucesso será o nosso.

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Olha, ganhámos...

À décima é de vez! 

Após nove jogos consecutivos sem vencer, praticando um futebol de péssima qualidade, como já nos tem habituado Paulo Bento, o nosso Sporting venceu ontem em Coimbra uma fraquíssima Académica por 0-2... jogando novamente mal.

O resultado foi o mais importante, obviamente, porque evita um distanciamento demasiado alargado em relação aos adversários directos, mas nada pode apagar mais uma má exibição da nossa equipa. Numa primeira parte que teve como únicas jogadas de perigo dois rasgos individuais de Djaló e um livre de Miguel Veloso, o Sporting apresentou-se ao nível da Académica: como uma das piores equipas desta Liga Sagres.

Para o segundo tempo, Paulo Bento fez entrar Vukcevic para o lugar de Pereirinha, que realizou 45 minutos simplesmente deploráveis, e o montenegrino fez o que sabe, sendo ele quem assiste Liedson para o 1º golo do jogo, no regresso aos golos do Levezinho, após bela jogada pela esquerda, já com Carlos Saleiro em campo, que viria a assistir Yannick para o 2º e último golo da partida.

Numa segunda parte relativamente melhor devido, entre outros factores, ao espaço concedido pelos jogadores da briosa a Matías, que voltou a demonstrar imensa classe com a bola nos pés, foi construída uma vitória importante, que se espera que sirva acima de tudo para moralizar a equipa, tendo em vista os próximos jogos.

Esta vitória constitui um balão de oxigénio para Paulo Bento e restante estrutura de futebol, estando certamente já tudo preparado para ao longo dos próximos dois dias, nos programas desportivos da noite, se exultar o regresso às vitórias e se esquecer por completo a péssima exibição realizada, em geral, frente àquela que é talvez a pior equipa do nosso campeonato.

O maior destaque, na minha opinião, para além da surpreendente exibição de Yannick Djaló, vai para as claques e adeptos leoninos que se deslocaram a Coimbra, que foram incansáveis no apoio à equipa, durante todo o encontro, numa fase obviamente complicada.

Saudações Leoninas,

sábado, 29 de agosto de 2009

Isto não é o Championship Manager, meus senhores...

«A 27 de Julho jogamos para a Liga dos Campeões e isso tem de ser preparado, isto não é o Championship Manager.»
José Eduardo Bettencourt, 18 de Maio de 2009

O actual presidente do Sporting, aquando a apresentação oficial da sua candidatura, defendeu uma preparação da presente temporada com pés e cabeça. Argumentou que pouco mais de um mês e meio separaria o dia das Eleições, 5 de Junho, e o dia 27 de Julho, em que decorreria o primeiro jogo oficial da época, separando a realidade do videojogo Championship Manager, em que, de uma forma bastante hiperbolizada, quase tudo se pode fazer de um dia para o outro.

Pois bem, também eu, como muitos sportinguistas, aprecio jogos Manager, quanto mais não seja pelo facto de aí pelo menos poder colocar o Sporting a vencer, algo que raramente tem sucedido em tempos recentes.

Algo que o nosso estimado presidente talvez desconheça é que o hábito de alguns dos managers virtuais, quando se deparam com dificuldades no acto de venda de jogadores excedentários, é o de dispensar esses mesmos atletas. Desse modo, poupam no pagamento de salários aos mesmos e... dá-lhes menos trabalho.

A questão é, caro gestor de topo e restante estrutura da SAD, que isto não é Championship ou Football Manager, como o próprio fez questão de referir. Isto é a realidade, é a gestão do Sporting Clube de Portugal e é o seu sucesso que é constantemente colocado em causa devido a atitudes precipitadas, dignas de puros amadores.

Em menos de três meses de mandato, a presente direcção, que para o futebol dá essencialmente a cara pelas pessoas de Pedro Barbosa, Paulo Bento e do próprio presidente, José Eduardo Bettencourt, conseguiu - numa medida que nem aos mais preguiçosos viciados nos videojogos em questão caberia na cabeça - livrar-se de três activos que poderiam gerar receitas aplicáveis no reforço do bastante deficitário plantel de futebol sénior do clube.

Celestino, considerado um jovem com muito potencial, foi dispensado após uma época emprestado ao Estrela da Amadora. Quem aproveitou, no presente, foi o Belenenses, que, quem sabe, irá lucrar um ano depois com a venda do jogador para um dos nossos queridos rivais. 
Romagnoli queria sair. Os três artistas cujo nome começa por B, símbolo da clara incompetência e laxismo que continuam a reinar no clube, fizeram-lhe a vontade e foi provavelmente o pastelão argentino quem acabou por receber o dinheiro que poderia ser destinado ao Sporting, caso não houvesse tanta pressa em despachar um atleta, apenas por este se encontrar descontente.
Hoje foi a vez de Rochemback, na minha opinião, o mais grave dos casos. Recentemente mal-amado em Alvalade, o "gordo" foi alvo do pagamento de um prémio de assinatura de cerca de um milhão de euros, há apenas um ano, e bastou uma mínima pressão do mesmo com o objectivo de rumar ao seu país para que os nossos prestáveis responsáveis, sempre dispostos a satisfazer os desejos de qualquer atleta do clube, o tenham deixado seguir o seu rumo sem qualquer contrapartida financeira imediata.

Por sua vez, por três jogadores que não fizeram parte das contas do seu treinador por dois ou três anos consecutivos, os nossos rivais do Norte conseguiram arrecadar cerca de 10 milhões de euros, durante esta pré-temporada, certamente utilizados para reforçar a sua equipa com reforços de significativa qualidade, em relação ao que se vê por Alvalade.

Penso que nada mais é necessário referir para realçar a incompetência e a colocação de interesses pessoais acima dos do Sporting, por parte de quem se encontra responsável pelo futebol do clube. Afinal de contas, o que mais interessa é fazer do Sporting uma loja em saldos para que todos aqueles com quem Sua Santidade, Bento XVII, conseguiu criar problemas internos ou que simplesmente se encontrem descontentes em Alvalade possam sair, seja por que preço for. O que interessa afinal a situação financeira e desportiva do clube quando colocada ao lado dos interesses pessoais de Paulo Bento?

José Eduardo, acorda, porque isto não é o Championship Manager. Aqui é preciso trabalhar a sério.

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Quo vadis Sporting?

O Sporting Clube de Portugal não está bem. O clube que amamos tem falhas estruturais graves, muito graves em alguns casos, e vários factores têm impedido e continuarão a impedir, arrisco dizê-lo, que essas sejam corrigidas, levando o clube, na forma da modalidade que mais gente move, a ficar cada vez mais afastado das glórias e conquistas de outrora.

Paulo Bento "Forever"

O primeiro grande erro do então candidato e agora presidente Bettencourt. "Forever"? Estamos a falar de um funcionário do Sporting, nada mais que isso, e ainda por cima um funcionário incompetente. Nunca um funcionário do clube pode ser colocado à frente do mesmo. O Sporting é que é "forever", bem como nós, sócios e adeptos, o seu real património. Nunca tal poderá ser dito em relação a um mero treinador da equipa de futebol, nunca.

Bettencourt está agora a pagar o preço por esta sua declaração, que na altura era dirigida aos muitos adeptos que ainda simpatizavam com Paulo Bento. O que JEB não esperava, com certeza, era que a incompetência e as claras deficiências tácticas do seu treinador viessem ao de cima tão cedo na temporada inaugural do seu mandato, levando a uma enorme contestação que só terá fim quando Bento for despedido.

Aliás, Bento já fez questão de nos informar de que só sairá mesmo quando for despedido. Pelo seu próprio pé, não sai. Apesar de a minha paciência para com PB se ter esgotado há quase dois anos, sempre o tive como um homem de princípios, fiel ao seu clube, como o próprio afirmou há menos de uma semana, algo que vai totalmente contra esta sua última atitude. Continuar no Sporting não é ser leal para com o clube, Paulo, é continuar a mandá-lo abaixo, a afastar gente de Alvalade e a fazer a contestação aumentar.

Como tal, sou defensor de que, não havendo coragem por parte de JEB em quebrar o seu mais célebre slogan de campanha, o próprio Paulo Bento deveria chegar-se à frente e procurar um acordo que o faça sair. Seria bom para ele (bem, talvez não, porque tal incompetência não será suportada em muitos outros clubes, provavelmente), mas acima de tudo para o Sporting, clube que ele diz respeitar.

Falta de qualidade num plantel claramente deficitário

Paulo Bento tem culpa? Sim, claramente. Se me perguntarem que percentagem da culpa pela situação actual do futebol do clube tem o treinador responderia cerca de 60%, isto porque não sabe colocar uma equipa a jogar futebol, tem claras dificuldades em gerir um plantel e está no clube há 4 anos como treinador da equipa sénior, período em que as vendas de Gamebox's e os números em Alvalade têm diminuído claramente.

E os outros 40? Distribuídos por direcção, director desportivo e qualidade do plantel, de que falarei de seguida.

O Sporting tem este ano um plantel superior ao da época anterior. Manteve os melhores jogadores, perdeu Derlei, Romagnoli, Ronny, Tiuí para as entradas de Caicedo, Matias, André Marques e Saleiro. Contudo, a melhoria é mínima, mínima, mínima. Caicedo ainda nem provou poder fazer mais que Derlei, Marques e Saleiro, em especial o lateral, já deram provas de que não são opções válidas para um plantel que se quer campeão. Apenas Matias constitui realmente um aumento de qualidade indiscutível, em relação a Romagnoli, mas tal não chega, longe disso.

Na baliza, Rui Patrício não é brilhante. É um guarda-redes mais seguro do que o era há 2 anos atrás, mas está longe de ser um Schmeichel, um jogador com voz no balneário e dentro do campo, e que meta ordem no miserável sector defensivo deste plantel.

A defesa é precisamente o sector mais deficitário da equipa, na minha opinião. Com um quarteto de centrais constituído por Carriço, Polga, Tonel e Caneira, em que apenas o "míudo" tem, neste momento, classe para ser titular no Sporting, e mesmo ele não é infalível, sendo que o brasileiro é um dos maiores cancros do plantel, porque Bento não desiste de optar por ele em todos os jogos disputados, e laterais como Grimi, Marques, Pedro Silva e Abel, penso que a nossa defesa está apresentada.

Os mais optimistas utilizam o argumento de que temos tido das defesas menos batidas do campeonato nos últimos anos, mas esquecem-se que a defesa está longe de ter como única função não sofrer golos. Os quatro defesas-laterais da equipa são fraquíssimos, defensivamente, e ainda piores ofensivamente, já para não falar do "pontapé para a frente e fé em Liedson" tantas vezes praticado pelos centrais, especialmente Polga, devido a uma clara falta de ideias de jogo.

Deixando o meio campo para trás, visto considerar esse o sector que de menos mudanças necessita (Rochemback foi agora vendido, e será necessário um substituto ao brasileiro), e fazendo vista grossa à falta de qualidade de Bruno Pereirinha, excessivamente utilizado por Bento, na minha opinião, debruço-me sobre o ataque e o cenário está longe de ser animador.

Liedson, num péssimo momento de forma, é o único jogador de qualidade, entre os 4 avançados que não vieram do exterior (contando com Saleiro, mas excluindo Caicedo, visto que o equatoriano não teve ainda tempo para provar valor), sendo que Postiga e Djaló já tiveram demasiadas oportunidades na equipa, tendo em conta o que valem. O problema é que Bento, mais uma vez, não concorda comigo, e um destes "toscos" terá que ser o parceiro de Liedson no ataque, talvez até Caicedo se adaptar totalmente. Que falta fazes, Derlei...

Como tal, Paulo Bento é culpado de MUITO no futebol do clube; de uma maioria dos problemas, na minha opinião, mas não de tudo. Passando pela inoperância de Pedro Barbosa, o suposto director desportivo, pelas promessas quebradas de Bettencourt, pelos gigantes prémios dados a administradores da SAD todas as épocas (mesmo quando a equipa não ganha nada) e acima disso (calculo que tudo esteja relacionado) por um fraquíssimo plantel, com várias lacunas, e que não servirá para consumo interno (não tem chegado) e ainda menos para vencer uma competição europeia.

A vergonha das segundas e terças feiras, em directo para todos nós...

A televisão é, não haja dúvida, uma enorme fonte de influência nos dias de hoje, inclusivamente no que diz respeito ao desporto. Pois bem, às segundas e terças feiras, nos programas Dia Seguinte, Prolongamento e Trio D'Ataque, que opõem 3 comentadores desportivos, cada um adepto de um dos chamados "grandes", é oferecido aos adeptos do futebol e em particular aos sportinguistas um triste, deprimente "espectáculo".

Dias Ferreira (presidente da mesa da Assembleia-Geral), Eduardo Barroso e Rui Oliveira e Costa (ambos membros do Conselho Leonino eleitos pela lista C nas últimas eleições) são o exemplo mais visível de uma tentativa clara de lavagem cerebral e de um certo gozo para com os sportinguistas.

Nestes três programas, no início desta época desportiva, já ouvi os três comentadores situacionistas defenderem Paulo Bento com unhas e dentes (curioso que Dias Ferreira era, há menos de um ano, um dos grandes opositores de Bento e da direcção de Franco, mas suponho que cada um se vira para onde vem o dito "tacho"), ouvi uma tentativa indirecta de responsabilização dos adeptos contestatários pelos péssimos resultados e ainda pior qualidade exibicional da equipa, tentando dar destes uma imagem de destabilizadores e pessoas a mais no clube.

Como referi, assim se fazem autênticas lavagens cerebrais e se molda a opinião dos sportinguistas que ainda têm paciência para ver os programas em questão, por parte de pessoas sem um pingo de vergonha na cara e que não percebem que juntar mais leões à sua causa será apenas prejudicial.

Algo curioso, e que devia dar que pensar a estes senhores, é o facto de os mesmos "elogios" serem endereçados à direcção do Sporting e à sua equipa técnica pelos comentadores rivais, a quem certamente interessa que tudo continue como está no nosso clube.

"Tá calado, pá, tá calado!"

O cumulo da vergonha, da tristeza, da prepotência, da falta de nível. Não foi o tasqueiro Vieira que falou assim para um lampião qualquer, não foi o corrupto Pinto da Costa que se dirigiu assim ao homólogo lampião. Foi o presidente do SPORTING Clube de Portugal, que mandou calar, em frente a várias câmaras de televisão, um adepto do clube que contestava Paulo Bento no aeroporto, à chegada de Florença, após mais um desaire da equipa.

"Tá calado"?! Mas quem é José Eduardo Bettencourt para mandar calar alguém que é tão adepto do Sporting quanto ele? Quem é JEB para faltar ao respeito a um adepto que, no seu direito, apenas se mostrou contra a opção de manter Paulo Bento no clube?

Depois de uma série de infelizes declarações no período pré-eleitoral, após a opção de manter Paulo Bento, vem agora um sempre educado "Tá calado pá, tá calado!", imediatamente em auxílio de Paulo Bento, que parece ser quem o emprega, em vez do contrário.

É o futebol do Sporting, actualmente. Acabei por nem focar aspectos igualmente prejudiciais e importantes, mas creio que apenas quando as falhas na estrutura que referi poderemos voltar a ver uma equipa de futebol sénior do Sporting que lute para vencer em todos os jogos e que pratique bom futebol em mais de 5% dos encontros disputados numa época.


Contudo, esses cada vez mais estranhos conceitos de "vencer", "conquistar" ou simplesmente "jogar futebol" são para gente grande. Gente profissional. E creio que não há carta de pesados que valha quando a incompetência se mantém...

sábado, 15 de agosto de 2009

Começa hoje a caminhada

Hoje, na Madeira, o Sporting tentará dar o primeiro passo na caminhada rumo ao título nacional de futebol. 

O futebol praticado está longe de entusiasmar, as lacunas no plantel são evidentes e a qualidade de alguns jogadores deixa bastante a desejar, mas a esperança é sempre a última a morrer, e temos que estar todos unidos em torno da equipa, que tentará trazer para Alvalade o troféu que falta há já 8 anos.

O Nacional é uma equipa que cria, habitualmente, muitas dificuldades aos chamados grandes, no seu Estádio, e este jogo não será excepção, pelo que a missão da nossa equipa está longe de se avizinhar fácil.

Vamos a eles.

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Gamebox Andebol

O site do Sporting publicou, na passada quarta-feira, um artigo que anunciava uma nova iniciativa promovida pela secção de Andebol do clube: a Gamebox Andebol.

Com a clara melhoria qualitativa do plantel, em relação à época transacta, que relatei aqui, e a aproximação da equipa aos sócios, que ocorreu no final da última época, principalmente devida à chegada do treinador Paulo Faria ao clube, a modalidade decidiu lançar então um produto semelhante àquele que é comercializado para o futebol, mas com um preço obviamente bastante mais baixo.

São apenas 35 euros, que permitem a entrada em 18 jogos do Sporting no Casal Vistoso.

Esta equipa já mostrou merecer todo o nosso apoio e união em seu torno, e o título é um objectivo realista. Para tal, contam connosco. Nós contamos com eles, para nos orgulharem e honrarem o nome do nosso Sporting.

Saudações Leoninas,

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Alvalade faz anos


São já seis anos, desde a vitória por 3-1 frente ao Manchester United, com golos de Luís Filipe e João Pinto, que bisou, na inauguração do nosso lindo Estádio.

Infelizmente, ainda não viu nenhum campeonato conquistado, presenciou uma Taça Uefa perdida, mas tenho confiança de que, no futuro, talvez mais longínquo, venha a ser palco dos maiores sucessos do nosso clube.

Parabéns!

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Será este ano?


Tenho saudades de ver o Sporting campeão nacional de andebol. Tenho saudades da Nave de Alvalade, acima apresentada.

Fazendo "vista grossa" aos dois títulos conquistados no campeonato da Federação, em 2005 e 2006, sob a alçada da Federação de Andebol - em que não participavam alguns dos mais fortes rivais, como ABC de Braga e fcporto - o último título nacional que conquistámos na modalidade foi em 2001, com uma brilhante equipa liderada por Ricardo Andorinho, Carlos Ferreira e Paulo Faria, que venceu o porto em emocionantes finais, quando ainda era "viva", fisicamente, a velhinha e saudosa Nave de Alvalade.

Na época que começará já este mês, Paulo Faria, agora como treinador, terá a missão de liderar um grupo muito talentoso ao título de campeão nacional, ultrapassando a concorrência de ABC, Madeira SAD e dos "dois rivais do costume".

As principais alterações no plantel para a próxima época são a saída de alguns jogadores de fraca qualidade, como são os casos de Vasyuk, Pedro Cruz e Nuno Roque - estes últimos curiosamente a dupla de centrais da equipa, na temporada transacta -, para além de Pejovic e Joel Rodrigues. Para além destes, também o veteraníssimo Vladimir Bolotskih deixa Alvalade, rumando ao Madeira SAD.

Para compensar estas saídas, entraram atletas de muito melhor nome e qualidade. Para já, estão confirmadas as contratações de:

- Pedro Seabra (jovem central, ex-São Bernardo, considerado uma das maiores promessas europeias da modalidade);
- Hugo Rocha (lateral, ex-ABC, com características apenas defensivas, mas um excelente jogador no desempenho dessas funções);
- Vladimir Petric (lateral-direito, ex-Cuenca e fcporto - um autêntico "poço de força", com um potente remate de longa distância, que acrescentará também experiência ao plantel);
- Pedro Solha (ponta-esquerdo, ex-Águas Santas, considerado um dos melhores jogadores portugueses da actualidade).

Com quatro adições de qualidade, falta ainda colmatar as posições de central (a juventude de Pedro Seabra não lhe garante um lugar no 7 inicial) e pivot, que se diz estar a ser procurado no estrangeiro. Para além disso, está também praticamente confirmada a contratação de Fábio Magalhães, lateral-esquerdo e central do ABC, de apenas 20 anos, também ele uma das maiores promessas (e certezas) da actualidade.

Com seis saídas de uma equipa que fez uma campanha fantástica, na temporada anterior, e sete entradas que representam certamente um enorme acréscimo de qualidade, eis o plantel sénior de andebol do Sporting, versão 2009-2010.

Grandes jogadores (aos novos reforços somam-se nomes como Bosko Bjelanovic, João Pinto, Humberto Gomes, entre outros) e um leão como treinador têm que ser a fórmula do sucesso que escapa há já uns largos anos.

Paulo Faria já demonstrou plenas capacidades para dirigir esta equipa e também para atrair e chamar os adeptos e sócios ao Casal Vistoso, fazendo desse aspecto - a ligação entre jogadores e apoiantes - a grande base do seu trabalho.

Queremos ver resultados, agora. Ah, e um pavilhão também não caía nada mal...

Saudações Leoninas,

sábado, 1 de agosto de 2009

O futebol ficou mais pobre - Sir Bobby Robson [18/02/1933 - 31/07/2009]

Faleceu, no dia de ontem, em sua casa, um dos ícones de sempre do futebol mundial. Sir Bobby Robson, que chegou a treinar o nosso Sporting, casa onde infelizmente não passou os melhores tempos da sua longa e brilhante carreira, deixou-nos, não resistindo a mais uma das investidas da sua doença de longa data, e deixou o futebol mais pobre.

Para enorme infortúnio meu, as memórias mais vivas que tenho de Sir Robson são dos seus tempos enquanto treinador do seu Newcastle United, em que alcançou resultados excepcionais, não pertencendo aos "meus tempos" a sua passagem por Alvalade.

Contudo, tratei de me informar, especialmente após este triste acontecimento, acerca da sua experiência enquanto treinador do Sporting, e sempre me deparei com a lamentável conclusão de que foi bastante mal tratado, por Sousa Cintra, com um despedimento algo repentino e talvez  injustificado.

Por mim e por todos os admiradores e apreciadores de bom futebol, Sir Bobby Robson sempre será relembrado, saudado e aplaudido a qualquer homenagem em sua honra, que certamente não irão faltar.

Falando enquanto sportinguista e, acima de tudo, um enorme fã do desporto-rei, agradeço-lhe por tudo o que fez pelo futebol.

Que a sua alma descanse em paz, como um dos maiores símbolos do futebol mundial.

Não merecemos isto... Basta!


Fiz, na passada quarta-feira, mais uma vez, cerca de 730km para ver o meu amor ao vivo. Fui ao Estádio primeiro, pela tarde, feliz por voltar a ver um jogo do Sporting (já não ia a um estádio desde Coimbra no ano passado), comprei os bilhetes e a camisola. Estava lá muita gente, muitos outros leões, sedentos de futebol como eu, e era desde logo possível antever que iria estar uma boa casa, umas horas mais tarde.
Pois bem, pediram apoio, tiveram apoio. Uma fantástica casa, para a época do ano em que nos encontramos. Vi as claques a apoiar sempre a equipa, o restante público a espaços, mas de falta de apoio não se podem queixar.

Contudo, dentro do campo, presenciei o seguinte:

- Três jogadores a jogar futebol, do nosso lado, e um deles apenas durante 45 minutos. Falo de Carriço, Veloso e Matias, respectivamente. Estiveram fantásticos, no meio da mediocridade que foi a exibição da equipa.

- Dois jogadores que têm que sair, imediatamente, do Sporting. Quanto a Djaló, prefiro nem me alongar, e, referindo-me a Pedro Silva, para além de ser mau jogador, tem uma falta de atitude e de garra tremendas. Os passes que falhou, as intercepções mal calculadas, tudo - péssimo. Não gosto nada do Abel, mas depois do jogo de ontem tem que ser ele o titular naquele lado.
Acerca do Yannick não digo muito, um jogador de 22 ou 23 anos que não sabe dominar uma bola, que quando pega nela corre em frente e a perde, invariavelmente, não pode estar no Sporting. Não respeita, simplesmente, os padrões mínimos de inserção num plantel profissional de um clube destes, não o considero sequer um jogador de futebol. Pode ser que encontre jeito para qualquer outra actividade.

- Um Caneira ridículo. Ridículo é pouco, aliás. O número 15 holandês fez "gato-sapato" dele na primeira parte inteira, e na segunda tal só não aconteceu de novo porque o Twente começou a recuar e porque o Caneira saiu a meio. Este é outro com quem não podemos contar muito, já o tinha mostrado contra o Feyenoord, e o declínio de forma nos últimos anos é inegável.

- Liedson e Postiga péssimos. O primeiro, contra defesas tão atléticos, provou não ser o mesmo, não tem a mesma capacidade de reacção, de finta. A exibição do segundo resumiu-se a passar o jogo no chão a pedir penaltys ou livres.

- Polga muito mau na primeira parte, a deixar-se antecipar constantemente e a fazer cortes totalmente disparatados, e apenas não esteve tão mal na segunda porque os holandeses não atacaram mais. Ainda assim, ainda teve tempo para o remate do meio campo da praxe.

- Rochemback entrou muito mal. Logo após a substituição que o colocou em campo, perdeu uma bola ao tentar fintar dois jogadores simultaneamente. Dois ou três minutos depois, faz um remate do meio campo que quase sai pela linha lateral. Jogadores com esta atitude, não, obrigado.

- Vukcevic é um jogador de que gosto imenso, mas está a começar a época de forma miserável. Não tenta o 1 para 1, procura pouco a bola, inventa demasiado - está em péssima forma.

Os aplausos e agradecimentos ao público no final (vi ainda muita gente que apupou os jogadores após o apito final, mas que quando foram agradecer lhes bateu palmas) acabaram por safar um bocado a pintura (não para mim, mas para alguns adeptos), caso contrário teriam saído de campo sob um coro de assobiadelas ainda maior e mais humilhante.

Em todo o comentário, preferi nem falar sobre o principal culpado de toda esta situação, que se arrasta há mais de 4 anos. Exibições vergonhosas, equipa sem carácter, sem ideias de jogo, uma táctica casmurra, sem qualquer sentido, enfim, um autêntico marasmo futebolístico.

Mereceram o "Vocês são uma vergonha" da Juve Leo no final. Paulo Bento deveria oferecer o corpo às balas e assumir responsabilidades pelo péssimo futebol praticado, mas mais uma vez demarca-se totalmente da qualidade do futebol da equipa, ilibando-se de qualquer responsabilidade.

É verdade que o plantel é mau. É claramente insuficiente! Mas o treinador tem obrigação de pôr aquele conjunto de jogadores a jogar futebol, que é algo que não acontece há quatro anos consecutivos. Jogámos 70 minutos contra 10, e o site do clube ainda têm o descaramento de dizer que o resultado não reflecte o que se passou em campo, como se tivéssemos sido muito injustiçados... É preciso ter lata.

É a minha vez de dizer: São uma vergonha!

Contratámos dois jogadores quando continuamos com claras lacunas no plantel nas posições de:

- Defesa-direito
- Defesa-esquerdo
- Defesa-central
- Médio interior
- Avançado

Se queremos ser campeões, não basta reforçar a posição 10 e o ataque com um jogador. E jogadores como o Djaló? E o Pedro Silva? São zero! E as alternativas para as outras posições? Nada!

Não era isto que quereria José de Alvalade. Não era ter isto como equipa principal do clube, não seria ter, nem sequer durante um segundo, esta amostra de treinador como técnico principal do futebol do Sporting.

Saí do estádio frustrado. Para dois lugares no A28, só paguei 5€, e já achei caríssimo. Para ver isto? Para ver esta miséria?! O mais correcto seria devolverem o dinheiro a todos os que lá estiveram, a apoiá-los durante 90 minutos, e a quem fizeram mais uma desfeita, ao nível daquilo a que já nos habituaram.

Não mereces isto, Sporting...

terça-feira, 28 de julho de 2009

Jogo "de vida ou de morte"

Não é a última jornada do campeonato, não é a final da Liga dos Campeões. Contudo, amanhã o Sporting disputa um jogo importantíssimo para a definição do que será a época desportiva que agora começa.

Na recepção ao Twente, ainda sem o reforço Caicedo, espera-se uma vitória contundente, que deixe já 80% de certezas quanto à passagem à próxima eliminatória.

Para além disso, pede-se bom futebol, algo que parece ser complicado no Sporting de Paulo Bento.

Perder o jogo de amanhã significará, em princípio, o afastamento da Liga dos Campeões. Isso significa menos dinheiro, por sua vez menos reforços, uma pior equipa, pior futebol, menos sócios, menos gente no estádio. É um ciclo vicioso...

Vencer, de forma clara, por outro lado, e com uma boa exibição, poderá ser um excelente "boost" de aproximação entre adeptos e equipa, levando a melhores casas nos jogos a Alvalade e uma melhor relação dos fãs com os jogadores e equipa técnica.

Não sou fã, nem sequer simpatizante de Paulo Bento. Reconheço-lhe algum mérito na defesa dos interesses do Sporting mas como treinador considero-o pouco mais que "um zero". Contudo, espero que amanhã se transcenda, faça aqueles 11 ou 14 jogadores dar o seu máximo em campo e sair do estádio com um grande resultado e um sorriso na cara de todos nós.

Saudações Leoninas,

segunda-feira, 27 de julho de 2009

A merecida homenagem ao Eterno Guardião

O dia de apresentação do novo reforço para a equipa profissional de futebol do clube, Felipe Caicedo, que chegou com "ganas" de mostrar que é uma opção válida para Paulo Bento, com características que faziam muita falta ao plantel, ficou igualmente marcado por uma simbólica homenagem a Vítor Damas, o Eterno Guardião das redes de Alvalade.

No mesmo dia em que a sua filha, Ana Rita Oliveira, se tornou sócia do nosso clube, a baliza Sul do Estádio José Alvalade foi baptizada com o nome de Vítor Damas, ele que é o guarda-redes e atleta que mais vezes envergou a camisola do Sporting Clube de Portugal, em toda a sua história, num total de 743.

Na cerimónia esteve presente grande parte da família Damas mais próxima do guarda-redes, visivelmente emocionados pela bonita e claramente merecida homenagem ao grande leão.

Aqui fica uma prova de como não são precisos grandes gestos para honrar e relembrar a história do Sporting. A direcção está de parabéns por esta medida.

Nota também para o facto de o ex-jogador do clube, Marinho, e o novo reforço, Caicedo, se terem tornado igualmente sócios.

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Assim não, Bento...

Depois de mais uma fraca exibição do Sporting em Guimarães, exceptuando os primeiros 20 minutos da segunda parte, em que foram marcados os dois golos da equipa, Paulo Bento voltou a demonstrar que mudar (para melhor...) não é com ele.

Todos já conhecemos a teimosia de Paulo Bento, que provavelmente nunca alterará o seu esquema táctico que provoca a má qualidade do futebol do Sporting, de há 4 anos para cá, e pelos vistos parece também não querer mudar, no que diz respeito ao que o ouvimos dizer após alguns jogos. Mais uma vez, no final do encontro, Bento mandou recados para os seus jogadores através da imprensa, que obviamente já pegou nas suas palavras para tentar incendiar os ânimos no clube, referindo que o jogador avisado era Vukcevic.

É claro que a imprensa (neste caso, o jornal oJogo, que não refere a fonte de tal informação - nem outra coisa seria de esperar) tem uma grande parte da culpa nestas situações, mas Paulo Bento está muito longe de se encontrar ilibado de responsabilidades.

Qualquer outro treinador normal daria os seus recados e faria críticas aos seus jogadores no balneário ou nos treinos, não tratando desse género de assuntos em público.

Novamente, Paulo Bento errou, em algo que já lhe valeu a perda de alguns jogadores (Stojkovic, Vukcevic e Miguel Veloso, estes dois últimos temporariamente). Parece que não é só na táctica que o nosso treinador nunca vai mudar, e penso nem ser necessário referir quem mais perde com isso...

terça-feira, 21 de julho de 2009

Hoje, em Guimarães...

... o Sporting disputa um jogo que poderá ser importante e influente no resto da pré-temporada leonina.

A terceira derrota consecutiva, desta feita em casa de uma equipa do mesmo escalão, significará obrigatoriamente que mesmo aqueles que parecem não querer ver o inevitável terão que perceber que esta equipa não chega para atacar um título. Como tal, o plantel terá que ser reforçado, e não poderá ser apenas com os prometidos, há já muito tempo, médio e avançado. Falta mais. Arrisco mesmo dizer que, no mínimo, a equipa precisa de 3 reforços, e dois deles são para o sector defensivo, cujos actuais membros Paulo Bento parece ter em alta consideração.

Para além disso, perder no jogo de hoje representará provavelmente um estádio quase vazio, por assim dizer, no próximo jogo em Alvalade, a 29 de Julho, na recepção ao Twente, para a 1ª mão da 3ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões.

Por outro lado, uma vitória esclarecedora e com bom futebol, no jogo que começará daqui a poucos minutos, dará razão a Paulo Bento e Bettencourt, que parecem bastante satisfeitos com o que por agora têm, tal a demora que está a marcar a chegada de novos reforços, e significará, espero, que Alvalade tenha uma boa casa no próximo encontro, frente à equipa holandesa.

Num jogo aparentemente insignificante, muito poderá estar em jogo.

Saudações Leoninas,

Face à falta clara de ideias e qualidade de jogo...

... dizemos que o resultado foi injusto, realçamos apenas os aspectos positivos (que são muito poucos, diga-se de passagem) e queixamo-nos de falta de sorte ou de ocasionais e não-repetíveis distracções. É este o Sporting da era Paulo Bento.

A pré-época pouco efeito tem em mim. Mais que vencer, serve para integrar novos jogadores (neste Sporting não há grande aplicação nessa matéria), para criar ou solidificar rotinas de jogo (que parecem continuar a não existir, apesar de quase tudo ser igual de há 4 anos para cá) e para definir, em alguns casos, quem fica ou quem sai do plantel. Mas a pré-temporada que o Sporting está a realizar não se admite!

É claramente a época pior preparada dos últimos anos. É certo que os melhores ficaram, entrou um bom jogador, mas as lacunas do plantel estão muito longe de estar cobertas, agora que faltam 8 dias para o começo oficial da época. Fala-se em "dar tempo ao tempo", esperar, esperar, esperar, e desculpabiliza-se todas as falhas com o baixo orçamento, comparativamente com os dois rivais.

O que não percebem é que estamos fartos de esperar. 7 vezes fartos.

Chega de desculpas, chega de mau futebol, chega. Se sempre achei que a frase "Paulo Bento Forever" tinha sido bastante infeliz, por parte de Bettencourt, cada vez mais a minha opinião é sustentada, e o meu desagrado com a prestação do treinador do Sporting cresce de dia para dia. Mas a culpa não é só dele...

Este tem que ser o ano.

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Para aplaudir... e reflectir

Apenas ontem tomei conhecimento de um projecto iniciado há poucos meses e que será uma importante ajuda para recuperar algum do ecletismo perdido pelo Sporting, nos últimos anos.

O sportinguista Vicente Coentrão, apreciador de rugby, em conjunto com o Núcleo Sportinguista de Santarém, promoveu uma iniciativa que visa recuperar a modalidade no nosso clube, e tem tido até agora sucesso, nos escalões mais jovens, com a equipa a participar inclusivamente em alguns torneios até ao momento.

A equipa de rugby, para já apelidada de "Sporting Rugby NSS" (podem visitar a sua página online em http://sportingrugby.blogspot.com), será em princípio mais tarde oficialmente reconhecida pelo Sporting, algo que penso ainda não ser, passando então aí a utilizar equipamentos e o logótipo do clube.

Este caso é algo que dá que pensar, e muito. Por iniciativa própria, um sportinguista, procurando apoio num núcleo do clube, conseguiu reactivar uma modalidade no Sporting Clube de Portugal, algo que deveria caber ao próprio clube. Caso eles não o façam, porque não nós, sócios e adeptos?

Vicente Coentrão e o Núcleo Sportinguista de Santarém provaram que não é assim tão difícil. Neste caso, bastou o amor ao clube e a uma modalidade que o Sporting não tinha, de momento, para que este projecto fosse levado para a frente e, daqui a uns anos ou até daqui a uns meses, espero eu, o Sporting Clube de Portugal possa dizer que tem mais uma modalidade, oficialmente.

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Amadorismo, incompetência?

Há uns dias atrás o departamento médico do Sporting afirmava publicamente que não se justificava uma intervenção cirúrgica a Marat Izmailov, que sofre de uma tendinite há já cerca de 2 meses.

Acreditando numa recuperação do russo que lhe permitisse estar apto para disputar a 2ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões, nem dei grande atenção ao assunto, e fiquei chocado e profundamente irritado quando hoje visitei o site oficial do Sporting e li, em palavras de Gomes Pereira, que o jogador vai ter mesmo que ser operado e que o tempo de paragem será de cerca de 10 semanas!

Estamos a falar de dois meses e meio, isto fiando-nos no que diz o departamento médico do clube, que já provou não ser particularmente fiável. Izmailov ficará sem jogar até Outubro, no mínimo, perdendo as pré-eliminatórias da Liga Milionária e os primeiros jogos do campeonato.

A perda do russo por este período de tempo é um duro revés nas aspirações da equipa esta temporada, até porque Vukcevic terá que jogar a meio-campo, obrigando mesmo à contratação de um novo avançado para alinhar ao lado de Liédson, em princípio, ou mesmo de um centrocampista que possa substituir Marat.

A pergunta que deixo no ar é: Amadorismo, incompetência? Escolham vocês. No final do ano talvez uma destas palavras possa vir a revelar-se como um dos factores para a perda de mais um título. Espero bem que não, mas faltas de minúcia e de cuidado como esta ajudam a perder campeonatos, sem dúvida.

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Estão a gozar connosco?

Qual não foi o meu espanto quando, há dois dias atrás, entro no site oficial do Sporting e me deparo com a tabela de preços para o jogo de apresentação, no próximo dia 18, frente ao Feyenoord.

Num jogo que deveria supostamente ser realizado num clima de festa e de aproximação da equipa aos sócios e adeptos, como sempre sucede neste tipo de jogos, eis que nos colocam à frente o seguinte preçário:


Alguma vez se aceita, por exemplo, que um sócio pague 20€ para ter um lugar na Bancada Central B? Que pague 20€ para se sentar numa Lateral? Até mesmo que um adepto pague 35€ (na Central A)? Qual é o objectivo desta palhaçada, perguntam muitos sportinguistas, certamente? Provar que compensa comprar uma Gamebox, que incluí este jogo? Tentar demonstrar desde cedo que não faz parte dos objectivos prioritários desta nova direcção ter o estádio repleto todas as semanas, ou pelo menos com uma boa afluência de sócios/adeptos?

Não consigo compreender, a sério que não consigo. E caso estes preços se devam mesmo à primeira hipótese que sugeri, a de procurar demonstrar a rentabilidade da Gamebox, aconselho-os a pensar, por vezes, em quem vive longe de Lisboa, que não irá, provavelmente, comprar o lugar anual no Estádio, mas que gostaria de ir a este jogo.

Saudações Leoninas,

terça-feira, 7 de julho de 2009

20 dias!

Faltam cerca de 20 dias para o começo oficial da nova temporada, com a 1ª mão da Segunda Pré-Eliminatória da Liga dos Campeões.

Com um período de tempo reduzido para o primeiro jogo "a sério" e faltando ainda um avançado, segundo o treinador, e um médio que possa cobrir uma eventual saída de Miguel Veloso (já para não falar de defesas laterais, que são bem precisos, mas que parecem não fazer parte dos planos do treinador), não estará na altura de surgirem então os restantes reforços? Não será em cinco dias que qualquer atleta se irá integrar totalmente na equipa, adaptar às rotinas de jogo e de treino e ao ritmo competitivo requerido, certamente.

Está na altura de falar menos (Bettencourt já disse que haverá mais reforços, para além de Matias Fernandez) e agir!

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Não merecias isto, Iorda...

Ivaylo Iordanov é um sportinguista "dos bons". Iordanov é um dos nossos, e sempre o será. Como tal, acho triste, lamentável e vergonhoso que o Sporting, ao longo de anos, tenha sempre negado ao búlgaro o jogo de homenagem que ele sem dúvida merece, nem que mais não seja pelo seu enorme sportinguismo.

Iordanov queria um jogo de homenagem, o Sporting não o queria. A situação arrastou-se durante demasiado tempo, e só ontem viu um desfecho, e feliz para o jogador, e para o Sporting também, porque o Sporting são os seus sócios, e os sócios querem, obviamente, poder homenagear o camisola 9.

Só ontem, por ordem do tribunal, foi o Sporting obrigado a realizar o jogo pretendido e merecido pelo jogador, que ocorrerá em princípio durante esta época desportiva. Pela primeira vez na vida, dou-me por contente com uma derrota do Sporting.

Seja quando for, penso que os sportinguistas deverão estar presentes, de forma massiva, para demonstrar que Iordanov não é dispensável no mundo sportinguista, é uma figura eterna do clube, que nós para sempre queremos ter connosco. Os sócios querem homenagear o homem que, a 14 de Maio de 2000, viveu "o dia mais feliz da sua vida", ao serviço do Sporting Clube de Portugal, o seu amor.

Obrigado por tudo, Iorda.

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Dia de festa em Alvalade

O dia em que o Sporting celebrou 103 anos de vida ficou marcado, no final da tarde, pela apresentação de Matias Fernandez, bastante hilariante pela tentativa do presidente José Eduardo Bettencourt (JEB) em falar espanhol, acabando por se expressar num misto entre castelhano e português. Há no youtube vídeos sobre esse acontecimento, que me deixou pregado às gargalhadas.

Os equipamentos para a nova época foram então apresentados, quer para o Atletismo, Futsal, Andebol e Futebol, revelando-se algo mais engraçados do que aquilo que eu previa, apesar de bastante semelhantes àqueles que circularam pela blogosfera nas últimas semanas.

Da esquerda para a direita, Caio Japa (Futsal - Reforço), João Pinto II (Andebol - ex-junior), João Matos (Futsal) e Fernando Nunes (Andebol)

Francis Obikwelu e Sandra Teixeira (Atletismo)

Liédson, Daniel Carriço, Anderson Polga e João Moutinho (Futebol)

Pessoalmente, gosto bastante do equipamento alternativo (última fotografia); tenho apenas pena que o patrocínio seja o da Meo, que considero não combinar bem com as cores do equipamento. Quanto ao principal, agrada-me o facto de as listas serem mais grossas e em menor número (passaram de 10 para 5) mas a parte verde abaixo do pescoço é realmente horrenda, tendo já suscitado, noutras equipas que utilizam material da Puma, protestos por parte dos adeptos. Seria tão mais bonito se não complicassem...

Entretanto, neste dia de alegria e festa, há também que realçar um aspecto negativo, que parece não mudar.

Não é que, com a apresentação dos novos equipamentos marcada para as 20h00, com transmissão em directo no site oficial, decidem colocar nesse mesmo local fotografias dos equipamentos cerca de uma hora antes? Mantêm todo o segredo para que as novas camisolas apenas sejam divulgadas na cerimónia oficial da sua apresentação, e colocam-nas no site uns largos minutos antes?

A falta de organização pelos vistos continua, no que diz respeito ao marketing, e não apresenta grandes tendências para se alterar num futuro próximo, tendo em conta a amostra com que nos presenciaram hoje.

Novamente, Parabéns Sporting!

Saudações Leoninas,

terça-feira, 30 de junho de 2009

103 anos de Esforço, Dedicação, Devoção e Glória!

Hoje o nosso Sporting faz anos. São já 103, baseados no mítico e eterno lema: Esforço, Dedicação, Devoção e Glória!

Tudo começou quando José de Alvalade, neto do Visconde de Alvalade, lhe pediu dinheiro para fazer um novo clube. Dizia ele: «Queremos que este Clube seja um grande Clube, tão grande como os maiores da Europa.»

E assim o foi. Com 103 anos de História, o Sporting é o segundo clube com mais títulos a nível europeu, a seguir ao Barcelona, no conjunto das modalidades, e é por larga margem a maior potência desportiva nacional.

Neste dia, em que celebramos o aniversário da causa comum que nos une, do nosso grande amor e grande orgulho, devem cessar todas as manifestações de desunião existentes no clube, pelo menos por um dia, para que o Nosso Clube tenha um aniversário ao seu nível, com toda a massa associativa reunida em seu torno.

Posto isto, tenho, em nome, penso eu, de todos os Sportinguistas, que agradecer a José de Alvalade e ao seu avô, primeiro presidente do clube, e a todos os símbolos que representaram desde aí o Sporting Clube de Portugal, ao longo de 103 gloriosos anos, e que contribuíram para a enorme dose de orgulho que hoje e todos os dias sinto por pertencer a esta mágica família.

Parabéns, meu grande amor, e um enorme Obrigado!

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Como querem angariar sócios desta forma?

Passou mais um ano, a situação relativa às Gamebox's melhorou ligeiramente, mas ainda não chega para satisfazer os sócios do Sporting Clube de Portugal, na minha opinião. Por exemplo, pegando numa bancada comum a ambas as Gamebox's (Sócio e Adepto), a Superior - Bancada B, vemos que o preço de um lugar anual nesta bancada, para sócios, adultos, é de 99€, permitindo o acesso a 20 jogos, a uma média de 5€ por jogo, não estando, no entando, incluídos os 3 jogos da fase de grupos da Liga dos Campeões ou da Liga Europa, que serão certamente caros, sendo vendidos à parte, na altura, caso lá cheguemos.

A Gamebox Adepto vende também lugares para esta bancada, a 149€, dando apenas acesso a 16 jogos (jogo de apresentação + jogos da Liga Sagres, excluindo, em relação à GB Sócio, os jogos da Taça da Liga e as pré-eliminatórias da Liga dos Campeões). Um preço não muito inferior que 9,5 euros por jogo. A diferença no que diz respeito ao preço pago por jogo ainda é significativa, entre as duas GB, como deveria ser, cifrando-se em quase 4,5 euros.

Mas ao preço da Gamebox Sócio temos que acrescentar, anualmente, 156 euros em quotas, no caso dos sócios efectivos, adultos. Somando essa quantia aos 99€ da GB, o resultado é de 255 euros, um valor bem superior aos 149€ da GB Adepto, que apenas têm esse encargo durante o ano.
Ora bem, numa altura em que a crise alcança grande parte dos sectores deste país, numa altura em que as pessoas procuram a contenção de custos ao máximo, apesar do seu amor pelo Sporting, é mais provável que prefiram gastar 149€ + 60€ opcionais (admitamos que 60 euros seria o preço dos 4 jogos que estão incluídos na GB sócio e não na GB adepto) ou 255€, para ver os mesmos jogos?

É certo que ser sócio dá acesso às Assembleias Gerais, permite votar, entre outras vantagens óbvias em relação à mera condição de adepto, mas é sabido que o pensamento de grande parte das pessoas está na "bola", nos jogos de futebol, nas idas ao Estádio, e é certo que muita gente optará pela opção que lhes permite gastar menos nos jogos da equipa de futebol.


Assim será sempre difícil angariar sócios novos, e manter alguns dos actuais, certamente, visto que esta política levada a cabo nos últimos 4 anos, e que esta época se mantém, para grande surpresa minha, apenas os afasta, previligiando, na minha opinião, a condição de adepto em vez da de sócio, prejudicando o clube quer no campo financeiro quer no campo patrimonial, porque os sócios (e os adeptos também, claro, apesar das diferenças) são o verdadeiro património do Sporting Clube de Portugal.


Defendo uma mudança clara e definitiva neste aspecto, que incentive os actuais "adeptos" a tornar-se sócios, e que não leve actuais "sócios" a prescindir dessa condição.


Saudações Leoninas,

sábado, 27 de junho de 2009

Quão inocentes somos...


A Academia de Alcochete foi hoje palco de cenas lamentáveis provocadas maioritariamente por adeptos do nosso rival, num jogo que decidiria o campeão nacional de juniores.

Foi aos 26 minutos de jogo que tudo sucedeu, aquando a chegada dos adeptos lampiões a Alcochete, que começaram a arremessar, de forma cobarde, pedras e outros objectos contra uma bancada suplementar instalada exclusivamente para este jogo, para adeptos que se encontravam de costas.
Perante isto, os adeptos sportinguistas aí presentes encontraram apenas um único meio de fuga: o campo. Com o jogo já parado, foram obrigados a "invadir" o campo para fugir aos surpreendentes e inesperados ataques vermelhuscos.

O presidente, José Eduardo Bettencourt, esteve no campo a tentar separar os adeptos, revelando desagrado perante toda a situação, pois claro.

Vergonha das vergonhas, a repetição deste jogo será feita nas próximas 72 horas e, veja-se lá, em campo neutro!!! Afinal o crime compensa!


Resta saber se iremos continuar a ser inocentes perante estas situações e tipos de atitudes oriundos deste outro clube de Lisboa, ou se faremos o que eles nos fazem quando se vêem desesperados: não dar bilhetes e ponto final, como sucedeu este ano no campeonato de andebol.
É tempo de tomar medidas mais radicais. De mostrar que não temos medo. De mostrar o que é realmente o Sporting Clube de Portugal. Um clube superior aos outros, e esta é uma brilhante oportunidade para mostrar o quão superiores devemos ser. Cortando toda e qualquer relação com esse clube desgraçado, em primeiro lugar, e vencendo esse jogo que nos dará o título de juniores, seja ele onde for.

Viva o Sporting.

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Está confirmado!


A imprensa desportiva noticia hoje que, após um dia intenso de reuniões entre Sporting e representantes do chileno Matias Fernandez, a transferência está finalmente concluída, falando-se que será hoje que o jogador vai assinar contrato.

Uma novela com final feliz, que culmina com a primeira aquisição leonina, desde João Pinto e Mário Jardel, com algum renome, nos últimos 9 ou 10 anos.

Matias é descrito por muitos como um jogador muito virtuoso, com enormes capacidades técnicas com a bola, e como um fabuloso marcador de livres (qualquer vídeo no YouTube o confirmará certamente).

Será uma excelente adição ao plantel, a que nos últimos anos tem faltado um criativo de qualidade, sendo Romagnoli quem por último desempenhava esse papel no plantel.

Por cerca de 4,5 milhões por mais de 80% do passe, penso tratar-se de um reforço de qualidade indiscutível, que terá apenas que continuar a provar a sua qualidade por Alvalade. Cá o esperamos.

Saudações Leoninas,

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Júniores: Na rota do título!

Num fim-de-semana em que o Sporting venceu o Vitória de Guimarães por 2-1, num final de jogo emocionante, com Diogo Rosado a salvar novamente a equipa, os nossos rivais empataram um com o outro a uma bola, no estádio dos vermelhos, fazendo com que a nossa esperança de chegar ao título de campeões nacionais, no escalão de júniores, ainda se mantenha.

Para tal, é necessário vencer na última jornada os lampiões, em Alcochete, num jogo que será disputado no próximo sábado, às 17h00. Só uma vitória nossa nos poderá fazer revalidar o título, e será isso que irá acontecer, esperamos.

A entrada, para sócios, será em princípio livre, e para adeptos não serão mais do que 5 euros. Quem puder ir a Alcochete deve fazê-lo, e todos juntos conquistaremos o título.

Sporting Sempre!

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Análise e sugestão de plantel - Época 09/10

Agora que começaram a surgir os primeiros rumores acerca do plantel do futebol profissional do Sporting para a próxima época, ainda não estando um único jogador confirmado, porém, penso ser altura de aqui deixar uma análise minha e uma sugestão em relação àquilo que considero dever ser, dentro das possibilidades, o plantel da próxima temporada.

Baliza

Não sou particular fã de Rui Patrício, sendo daqueles que prefere Stojkovic ao guardião português. Contudo, sabendo quem será o treinador da próxima época, não tenho outro remédio senão aceitar que será Patrício o nosso guarda-redes nas próximas temporadas.

Patrício e Tiago devem então continuar, na minha opinião. Quanto a Ricardo Batista, caso haja propostas acima dos 250 mil euros (valor que por ele demos), é para vender, promovendo-se um júnior ao posto de 3º guarda-redes. Caso contrário, fica, até porque não é um jogador problemático, dentro do balneário, pelo que vem a público.

Total de custos: 0€

Defesa

As últimas duas épocas de Anderson Polga no Sporting foram simplesmente miseráveis. Não se nota grande garra a jogar, parece que perdeu classe, e as falhas sucedem-se. Por mim, é um jogador transferível por qualquer valor acima dos 3,5 milhões de euros.

Manter Tonel e Carriço deveria ser ponto assente, assim como Caneira, devido à polivalência deste último. Assim, o central de que penso precisarmos seria um central forte, alto, algo que falta a esta equipa, a um preço não muito superior àquele que receberíamos por Polga.

Contudo, tendo em conta que Paulo Bento é o treinador, Polga é completamente intransferível e será provavelmente Tonel a sair, em princípio para Itália ou para a Escócia, sendo sugerido o nome de Manuel da Costa para o substituir. Acho uma péssima ideia.

Nas alas, nem Abel, nem Pedro Silva, nem Grimi, nem André Marques têm, na minha opinião, qualidade para serem titulares num clube como o Sporting. Tendo em conta que o orçamento não é muito alargado, como se sabe, penso que Abel deveria sair, dando lugar a algum lateral mais jovem e sobretudo com menos paragens cerebrais. Basta ver o exemplo do lateral-esquerdo Cissokho, recentemente transferido do porto para o AC Milan por 15 milhões de euros e adquirido, 6 meses antes, pela módica quantia de 300 mil euros. É uma questão de competência, não seria muito complicado fazer negócios destes caso a houvesse.

A minha ideia seria então: saídas de Polga e Abel
Entradas de: defesa central alto e possante (Enakharire deixou saudades) e de um lateral mais jovem e que defenda melhor que Abel

Balanço entre saídas e entradas: não gastar mais de 2 milhões de euros

Meio campo

Miguel Veloso terá que sair, na minha opinião. Quer por ser um jogador sem a cabeça no devido lugar, que deveria ser o Sporting, revelando uma elevada falta de profissionalismo, quer pela sua péssima forma, que parece não querer voltar, quer pelo encaixe financeiro que permitiria. É certo que fui dos que cheguei a pensar que seria estupidez vender Veloso por valores à volta dos 10 ou 11 milhões de euros, mas a actual situação faz-me considerar uma proposta desses valores, como têm sido veiculado pela imprensa, bastante razoável.

Para o seu lugar, defendo a melhoria de forma de Rochemback, que acredito ser possível, e a manutenção de Adrien.

De resto, a entrada de um médio interior como Hugo Viana, muito falado, seria bastante positiva, caso este esteja disposto a trabalhar, e a já quase confirmada entrada de Matías Fernandez, criativo do Villarreal, considerado o melhor jogador chileno da actualidade, por verbas entre os 4 e os 6 milhões de euros, fechariam um meio campo, do qual Leandro Romagnoli terá que sair.

Resumindo, recebendo uma verba de cerca de 11 milhões de euros (Miguel Veloso + Leandro Romagnoli), gastar-se-iam 4 ou 5, em Matias Fernandez, já que Hugo Viana virá, em princípio, sem custos.

Ataque

Derlei e Tiuí já saíram. Liédson e Postiga são para continuar, na minha opinião. Djaló poderá eventualmente sair caso surja uma proposta aceitável, algo que duvido bastante. Saleiro irá igualmente integrar o plantel da próxima época.

Faltará então um avançado que possa fazer companhia a Liédson. Nené seria uma excelente opção, mesmo que tal significasse deixar de parte o orgulho e negociar com o Nacional da Madeira. A venda de Veloso permitir-nos-ia fazer este investimento, que acredito ser muito compensador.

No total: cerca de 15 milhões de euros recebidos e cerca de 15 milhões de euros investidos.

Plantel:

Guarda-redes: Rui Patrício, Tiago e Ricardo Batista

Defesas-direitos: Reforço (?) e Pedro Silva (e Caneira)
Defesas-esquerdos: Leandro Grimi e André Marques (e Caneira)
Defesas-centrais: Daniel Carriço, Tonel, Reforço (?) e Caneira

Médios defensivos: Fábio Rochemback e Adrien Silva
Médios interiores: João Moutinho, Marat Izmailov, Simon Vukcevic, Reforço (Hugo Viana), Bruno Pereirinha
Médios ofensivos: Reforço (Matias Fernandez) (e Moutinho)

Avançados: Liédson, Reforço (Nené), Yannick Djaló, Hélder Postiga e Carlos Saleiro

Penso ser um plantel significantivamente superior, em qualidade, ao do ano anterior, capaz de ser campeão nacional.

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Moutinho é novo galáctico?

A Antena 1 referiu há pouco a existência de uma proposta concreta do Real Madrid por João Moutinho, com um valor a rondar os 24 milhões de euros. Recordo que a cláusula de rescisão do jogador é de 22,5M, sendo um dos curiosos casos em que esta cláusula é superada.

Ainda nada é oficial, longe disso, mas é um rumor talvez com alguma credibilidade, sendo uma notícia que me agrada, pelos valores alegadamente em causa.

Apesar de Moutinho ser um excelente jogador, está longe, na minha opinião, de ser imprescindível e insubstituível, pelo que uma venda por estes valores permitiria certamente um melhor reforço do plantel, caso haja exigência e rigor nas negociações a efectuar.

Aguardaremos pelos próximos dias, de modo a confirmar a veracidade ou falta dela desta notícia.

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Belo prémio de compensação


A transferência do defeso, que envolve a ida de Cristiano Ronaldo para o Real Madrid por uma verba que ronda os 94 milhões de euros, renderá ao Sporting algo como 2,3 milhões, devido ao mecanismo de solidariedade, relativo aos anos que Ronaldo passou no nosso clube.

É uma quantia interessante, que ajudará certamente a preparação da próxima época, desde que devidamente gasta. Esta transferência surge no mesmo dia em que os jornais desportivos nacionais e britânicos avançam com o interesse do Sporting nos regressos de Ricardo Quaresma (Inter) e Nani (Manchester), este último envolvendo a ida de Moutinho para Inglaterra.

Obviamente que, a vir algum deles, apenas um seria, mas iriam tornar-se certamente adições interessantíssimas ao plantel, "obrigando", ainda para mais, Paulo Bento a alterar de certa forma o seu estilo de jogo, utilizando mais as alas.

Tendo em conta o embuste que foi a venda de Ronaldo há 5 anos atrás, este pequeno prémio de consolação saberá certamente bem, numa altura em que todo o dinheiro é bem vindo, no sentido de reforçar o plantel da próxima época sem desequilibrar as contas do clube.

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Ganhou a falta de coragem

Nos 5 ou 6 dias que precederam as eleições do Sporting, que acompanhei ao pormenor, de forma interessada, como era meu dever e obrigação enquanto sportinguista, este espaço virtual não foi actualizado, por alguma falta de tempo e também porque ia participando noutros espaços, para a discussão das mesmas.

A minha preferência eleitoral já aqui foi por mim divulgada. Apoiei a campanha Ser Sporting, liderada por Paulo Pereira Cristóvão, do início ao fim, com a esperança num regresso do Sporting ao seu verdadeiro e insubstituível património, os sócios.

Contudo, os resultados eleitorais não corresponderam aos meus desejos e expectativas, e cá estou eu para dar os parabéns ao novo presidente, José Eduardo Bettencourt, e desejar-lhe todo o sucesso durante o mandato de 4 anos que começou anteontem. O seu sucesso será também o meu sucesso!

Estas eleições ficam marcadas por uma grande quantidade de acontecimentos bizarros, que vão desde o facto de o vencedor, com cerca de 90%, não ter apresentado quase nenhuma ideia própria, para além de "Paulo Bento Forever", e de o derrotado ter um projecto coerente, bem estruturado e organizado, mostrando-se sempre disponível para o esclarecer junto dos sócios, e apenas obteve 10,57% dos votos, para o Conselho Directivo.

JEB poderá igualmente agradecer à imprensa o contributo que deu à sua campanha, apesar de, em virtude dos números destas eleições, ser impossível referir a comunicação social como a grande impulsionadora da sua vitória. Mas tudo ajuda.

Para o conselho leonino, destaco os quase 8% atingidos pela AAS, que serviram para eleger 4 membros para esse órgão. Espera-se uma mudança de mentalidade naquelas bandas! Os meus parabéns à Associação de Adeptos Sportinguistas, também.

Para terminar, gostaria de desejar novamente todo o sucesso ao novo presidente do Sporting Clube de Portugal e congratular a fantástica campanha levada a cabo pelo movimento Ser Sporting, lista encabeçada por Paulo Pereira Cristóvão, que fez, mesmo que eventualmente durante algum tempo, reelevar a moral sportinguista de muitos leões, que andava algo perdida.

Apresentaram sempre propostas interessantíssimas, acompanharam sempre o Sporting, e nunca abandonaram os seus sócios. São leões de verdade!

Sporting Sempre!

sábado, 30 de maio de 2009

Cada vez mais inclinado

Após um longo tempo de ausência (raio da escola...) estou de volta e irei escrever acerca do ponto mais negativo destas Eleições no Sporting, que é curiosamente algo externo ao clube.

A imprensa, nomeadamente o jornal Record, apelidado por Paulo Pereira Cristóvão como "pasquim que bate recordes de imbecilidade", com toda a razão, tem sido claramente pró-Bettencourt, nestes últimos dias, e todos sabemos o peso que estes têm, nomeadamente nos sócios mais velhos, que são os que detêm mais votos.

Depois de, há dois dias atrás, os três principais jornais desportivos portugueses terem feito capa com entrevistas de Bettencourt em que este basicamente se limitou a dizer banalidades, não acrescentando nada, no dia seguinte, em que Cristóvão apresenta o treinador de classe mundial Sven Goran Eriksson como seu treinador, apenas oJogo faz dessa notícia a sua capa, curiosamente.

Para além disso, o Record coloca na capa "Eriksson é o treinador de Cristóvão", a letras pequenas, seguindo-se, em letras consideravelmente maiores, um desmentido dessa notícia por parte do empresário de Eriksson, Athole Still.

Como é óbvio, o Ser Sporting já fez queixa do Record à ERC, tendo cortado definitivamente relações com este jornal. Mas a verdade é que a mensagem do pasquim vai passando, infelizmente...

Entretanto, Paulo Pereira Cristóvão voltou a confirmar hoje o acordo com Eriksson, efectuado através de um agente FIFA português e não de Athole Still, e afirmou que, o mais tardar 3ª feira, será oficialmente anunciado.

Veremos se o Record também vai desmentir a notícia nessa altura...

Apenas quero um tratamento equitativo para ambas as listas. Quero umas eleições justas, com ambos os candidatos em posição de igualdade. Aí sim, se poderá dizer que os sócios votaram em consciência.

E já agora, aproveito também para agradecer ao Dr. José Eduardo Bettencourt pelas boas risadas que já soltei com algumas das suas afirmações nos últimos dias. As últimas foram: "No Sporting, nem José Mourinho fazia melhor que Paulo Bento." e "Eriksson? Prefiro Paulo Bento."

Por favor, sejamos coerentes e realistas. Não se deixe levar por cegueiras e idolatrias sem sentido.